Share

Se você possui a sensação de que a melhor transa da sua vida acontece depois de uma discussão com a parceira — o famoso sexo de reconciliação —, então, meu caro, pode crer que seu relacionamento está condenado ao fracasso. Pelo menos é o que acredita o psicólogo Seth Meyers em artigo publicado no Psychology Today.

A tese defendida por Meyers é a seguinte: se a melhor transa da sua vida acontece depois de uma briga, então você sempre irá brigar. Você ficaria condicionado tal qual um mico de circo. A crença é que a recompensa vale o desgate provocado pela discussão do relacionamento. E, claro, a longo prazo isso para de funcionar.

“Durante o sexo de reconciliação, os casais muitas vezes expressam emoções positivas e chegam a um estado momentâneo de felicidade”, escreve Meyer.  “O problema: isto não é a verdadeira intimidade. Intimidade é o amor mútuo e equilibrado, enquanto o drama é extremo e fantasia. O sexo de reconciliação muitas vezes reflete a fantasia inconsciente de ser capaz de fazer tudo melhor com o sexo”.

Faz sentido. Mas também vem acompanhado de uma notícia ruim: se você nunca discutir com a parceira, então estará longe de fazer o melhor sexo da sua vida.

(RK)