O bilionário Richard Branson, dono da Virgin, é um dos investidores que decidiram apostar na rede social Path, exclusiva de smartphones com Android ou iOS. Na última semana, ele participou de um aporte de US$ 40 milhões feito no serviço criado no ano passado por Dave Morin, que passou pelo Google e pelo Facebook, onde deu importantes contribuições. O bilionário inglês considera Morin um gênio e diz em seu blog que decidiu colocar dinheiro no Path porque, além de ter uma bela interface e ser inovador na forma de comunicação, é uma fantástica rede social para quem quer ficar sempre em contato com sua família e amigos. Seu maior apelo é o da  intimidade. http://www.virgin.com/richard-branson/blog/investing-in-path 

O Path foi concebido para ser uma rede pós-PC e suas comunidades podem ter, no máximo, 150 membros. Morin considera que esse é o número máximo de relações confiáveis que alguém consegue ter ao longo da vida. Na prática, porém, a rede mistura conhecidos e desconhecidos e aproxima gente de várias partes do mundo. Conta com um excelente publicador, simples e ágil, que permite postar com facilidade textos, fotos e vídeos, além de informar sua localização, a música que você está ouvindo e se você está acordado ou dormindo. Atualmente, o Path tem dois milhões de usuários e muitos o consideram uma espécie de anti-Facebook. (VV e DR)